SIMBOLOS EGÍPCIOS

 

Há muitos séculos, os egípcios possuíam centenas de talismãs dedicados aos seus muitos deuses e já tinham descoberto seu poder.

Você também pode usar a força desses símbolos mágicos:

para isso, basta copiá-los num papel, numa pedra ou num pedaço de madeira.

Depois, é só carregá-los junto ao corpo ou deixá-los num lugar onde possa vê-los com freqüência.

E lembre-se de que, como o talismã é um captador de energia, não é conveniente que outras pessoas toquem nele.


Veja a seguir o significado dos símbolos de oito talismãs egípcios e a sua aplicação.

 

Cruz Ansada

Cruz Ansada ou Ankh que é nome do símbolo hieróglifo egípcio para "vida".


O Ankh é encontrado com frequência nos túmulos do Antigo Egito,

sendo os Deuses e Faraós frequentemente retratados a segurar este símbolo.

O Ankh também forma parte dos conceitos dos hieróglifos para "saúde" e "felicidade".


O Ankh é também um símbolo de fertilidade e é usado hoje em dia como um atributo

 ou emblema sagrado simbolizando a eternidade da alma.


O símbolo combina duas forças, a cruz que representa o elemento masculino e a oval, o feminino.

A cruz e a oval, dizia-se no Antigo Egito serem os dois princípios geradores do Céu e da Terra, também das deidades Egípcias Ísis e Osíris.

É um símbolo antiqüíssimo, talvez a origem de todas as outras cruzes.

Corresponde ao símbolo RA, da Vida, ou "Ankh".

É a CHAVE DO  NILO, dom dos magos egípcios para a humanidade.

Pode ser usada por todos inclusive pelas crianças.

Relacionado a todas as manifestações de vida, ele traz prosperidade

e também a lucidez necessária para tomar decisões acertadas diante dos desafios do dia a dia.

 

Olho de Hórus

 

Udjat/wedjat - É o nome do Olho de Horus ( também conhecido como olho de Rá ou Thoth ).

Era tão importante para os Egípcio quanto a cruz é para os católicos.

Pode-se, ver representações do olho de Horus em papiros e paredes de túmulos e em amuletos que acompanhavam as múmias em seus sarcófagos.


O olho ( ou olhos ) é dividido 4 partes que formam um todo.

Cada parte com seu significado:


1ª Parte : formado pela sombrancelha, palpebra e a íris, representam o olho humano.


2ª Parte : o traço vertical que aparenta ser uma lágrima.

Na verdade é a representação dos olhos de uma gazela, que em sua pelagem apresenta esse mesmo traço abaixo dos olhos.


3ª Parte : o risco que se curva para trás no olho, é a representação do olho do Falcão, que possui esse mesmo desenho formado por suas penas.


4ª Parte : o traço horizontal que se estica para trás em linha reta , representa o olho dos gatos de pelos rajados que possuem essa risca em suas pelagens.


Cada lado do olho de Hórus possui seu significado.


Olho direito - Udjat - representa a energia do sol, o deus Rá e ao masculino. Governa a razão e a matemática


Olho esquerdo - Wedjat - representa a Lua e o feminino, representa o Deus Thoth e governa a intuição e a magia.


Thoth é identificado com a Oftalmologia pois curou as feridas de Horus, o qual teve seu olho arrancado por Typhon.


Juntos, os 2 olhos representam o poder do universo de forma semelhante ao Yin-yang da cultura oriental.

 

Escaravelho

O escaravelho, inseto sagrado para os egípcios, que nos remete a essa imagem cíclica de imortalidade.

Associado ao verbo kheter, a significar "vir à existência", corresponde à imagem do sol que renasce de si mesmo.

O escaravelho tem esse caráter, pois passa o dia inteiro empurrando entre as patas uma bolinha feita de suas fezes

enquanto o sol está cruzando os céus em direção ao ocaso.

Com a chegada da noite ele a enterra, e a fêmea vem colocar aí seus ovos.

Ao amanhecer, um jovem escaravelho nasce do excremento para de novo acompanhar o astro rei em seu caminho.

Tal qual o sol que ressurge das sombras da noite, o escaravelho renasce da própria decomposição.

O velho escaravelho morre, mas do ovo que fecundou sai outro escaravelho,

como a alma se escapa da múmia e sobe para o céu. Assim, o insecto era, para os egípcios,

o símbolo da vida que se renova eternamente a partir de si mesma.

Ele renova as energias, protege contra todos os males e proporciona vida longa e feliz a quem o usa.

 

Amanhecer

Consagrado ao Deus Rá, representa o ponto onde o Sol nasce no horizonte e simboliza o princípio da criação.

Indicado para auxiliar em momentos de crise, que envolvem profundas mudanças na vida,

principalmente aquelas que envolvem reavaliação do passado.

 

Serpente

Talismã muito poderoso, presente em quase todas as culturas,

a serpente representa a manifestação da energia criadora e a ligação entre o céu e o mundo das trevas.

Traz sabedoria, desenvolve a intuição e favorece a saúde.


No Egito, as serpentes simbolizavam proteção às divindades egípcias.

No Egito, a serpente era venerada e encarregada de proteger locais e moradias.

Cleópatra era uma sacerdotisa do culto à serpente.

Todos os seus pertences e adornos eram em formatos de cobras e similares.

 

Coração

 

Os egípcios acreditavam que o coração era a morada da alma e,

para evitar que ela escapasse ou fosse maltratada, colocavam sobre o peito um objeto com esse formato.

Como talismã, o coração traz proteção em todos os assuntos ligados á vida afetiva.

 

KA, A ALMA


Os egípcios davam o nome de Ka ao principio da vida e da energia,

que representavam com um par de braços sem cabeça.

Apesar de estranha, essa imagem traz muita força e vitalidade, além de favorecer bastante o relacionamento afetivo.
 

CABEÇA DE COBRA


É outro símbolo poderoso.

Esse talismã simboliza a salvação e a proteção, é inspirado em Ísis,

uma deusa relacionada com ritos em homenagem à Lua e às vezes representada como uma serpente.

Seu uso continuo ajuda a evitar desgraças e protege contra todo tipo de ataques e agressões.

 

Index
 

Design by Jana Saucedo®

Copyright© 2009 by Jana Saucedo

Todos os direitos reservados.