MITOLOGIA EGÍPCIA

 

Antiga religião egípcia (ou mitologia egípcia) é o nome dado a religião praticada no antigo Egito desde o período pré-dinástico,

a cerca de 3.000 anos a.C. até o surgimento do cristianismo.

Inicialmente era uma religião politeísta por crer em várias divindades, como forças da natureza.

Ao passar de séculos, a crença passou a ser mais diversificada, sendo considerada henoteísta,

porque acreditava em uma divindade criadora do universo, tendo outras forças independentes, mas não iguais a este.

Também pode ser considerada monoteísta, pois tinha a crença em um único deus, as outras divindades eram neteru (plural de neter),

o que podem ser chamados de "anjos de deus", o que seriam vários aspectos de um mesmo deus.

A religião era praticada em templos e santuários domésticos.

A religião ainda é praticada atualmente, porém com minorias.

O kemetismo é uma reconstrução neopagã da religião ainda praticada atualmente.

 


O estudo da religião é baseado nos textos em contidos em templos, santuários, papiros sagrados ou túmulos.

Os textos estão em egípcio, que é escrito em hieróglifos, carecteres que são desenhos ou símbolos.

Os arqueólogos e egiptológos descobriram que o livro sagrado da religião era o Livro dos Mortos,

onde estão as mais variadas e importantes informações.
 

 

Index
 

Design by Jana Saucedo®

Copyright© 2009 by Jana Saucedo

Todos os direitos reservados.